Missão Trip: Convento da Penha -Espírito Santo

Bateu uma saudade dessa viagem incrível!

Conheci algumas cidades do Espírito Santo, fiz um tour bem completo das praias até a região serrana.
Natureza é linda demais! Claro que teve aventura, correria para o aeroporto e tudo com emoção que tem que ter hahahha

Essa paisagem é do Convento  da Penha do alto consegui ver a cidade de Vila Velha e suas belezas, lembro que assisti a missa, mas  fiquei horas ali contemplando a paisagem.





O Convento da Penha é um dos principais pontos turísticos da cidade

Num penhasco – de 154 metros de altitude e localização privilegiada a 500 metros do mar – que ostenta no seu entorno imponente fragmento da mata atlântica, está edificado o Santuário de Nossa Senhora da Penha, fundado por Frei Pedro Palácios, que aqui chegou em 1558, trazendo consigo o Painel de Nossa Senhora das Alegrias.
O monumento arquitetônico, peculiar na singeleza e sobriedade, apresenta em sua trajetória histórica muitas reconstruções como a excepcional concepção arquitetônica do Convento, incrustado na rocha do morro, abrindo as janelas de suas celas para o magnífico panorama da barra de Vitória e do oceano Atlântico, enquanto de sua fachada se tem bela vista panorâmica de Vila Velha.

LADEIRA DA PENITÊNCIA

A Ladeira da Penitência” que é uma via de acesso ao Convento exclusiva de pedestre, é também conhecida como a “Ladeira das Sete voltas” ou ainda das “Sete Alegrias de Nossa Senhora”. O nome de Ladeira da Penitência é devido à sua declividade acentuada e disformidade de calçamento feito de pé-de-moleque, o que exige esforço para subi-la.

A subida pela Ladeira da Penitência resulta numa caminhada de 457 metros, cheia de encantos pelas pedras seculares do calçamento, pelo verde da árvores seculares, pelas sete voltas com suas cruzes e mini-nichos com imagens para meditações e orações.

Na década de 1940 construiu-se o novo caminho de acesso rodoviário para o convento, cujo portão foi construído em 1952.
MUSEU

Instalado pelo então guardião do Convento, Frei Alfredo W. Setaro, em 1952, o mseu de Nossa Senhora da Penha, na antiga Casa dos Romeiros. Foi reinaugurado, no ano de 2000, pelo guardião Frei Geraldo A. Freiberger. O Museu de Nossa Senhora da Penha exibe vários objetos do acervo histórico do Convento, selecionados nas raras coleções que documentam o cotidiano do Santuário, por mais de quatrocentos anos.

Estão em exposição peças sacras, de liturgia, de vestimentas, dentre outras, além de ficar exposta uma parte da edificação do Santuário, no formato de uma “abóbada de tijolos apoiada sobre quatro pilares contígua a um pequeno cômodo originalmente de meia-água, em alvenaria de pedra e cal”.
SALA DOS MILAGRES

Ao lado do museu está a Sala dos Milagres, que mostra parte da variada coleção de ex-votos, ofertados à milagrosa Virgem da Penha. A devoção popular de “pagamento de promessa” pelos devotos é secular e, aqui no Santuário, são muitíssimas as ofetas de ex-votos depositadas aos pés da imagem da Virgem da Penha.

Além dos objetos de ex-votos compostos de muletas, peças em cera e gesso, vestimentas e fotografias, a sala dos milagres também abriga a imagem de Nossa Senhora da Penha, esculpida por Carlo Crepaz, em 1958, fac-símile da original que também é denominada imagem peregrina por visitar as par´quias e comunidades de todo o Estado.
CAMPINHO

No sopé do penhasco (não confundir com o sopé da montanha), onde foi construído o convento e a igreja, fica uma pouca extensa chapada, que hoje é conhecida como Campinho, onde nos dias normais funciona o estacionamento. Em dias de festa, como a da Padroeira do Espírito Santo, as Missas principais são ali celebradas, tanto que foi construído um altar fixo no local. Do Campinho se pode ter uma das mais belas imagens do convento, onde as duas palmeiras se destacam.
Também neste espaço plano está construída a ermida ou Capelinha de São Francisco, que era a moradia habitual de Frei Pedro Palácios. Nela entregava-se aos exercícios de penitência e oração. No Campinho também há uma loja de artigos religiosos e uma lanchonete.




Algumas Curiosidades sobre MATA ATLÂNTICA


A faixa de Mata Atlântica existente no Santuário da Penha é o mais importante pulmão verde da cidade de Vila Velha e abriga uma variada flora e fauna em 50 hectares. Mas nem sempre foi assim. Na segunda metade do século XX, a mata do morro estava bastante devastada. Foi a partir de 1970 que começou a preocupação com o reflorestamento do morro, com o plantio de árvores nativas, um trabalho realizado pela Vale do Rio Doce, o governo estadual e o Convento. Milhares de mudas de árvores nativas foram plantadas, fazendo com que atualmente o verde da flora realce o branco das paredes do convento no alto do morro.
O efetivo reflorestamento da mata do Convento foi feito de janeiro de 1990 a dezembro de 1993, quando foram utilizadas 2.500 mudas/ha, sendo 60% de espécies pioneiras, 15% de secundárias iniciais, 15% de secundárias tardias e 10% de climáticas.
Além de muitas espécies de répteis – é muito comum encontrar a família de jiboias pelo morro -, há muitos saguis e aves no morro.



E, em maio deste ano seria nosso congresso em Vitória,  também no lindo Estado de Espírito Santo. O congresso será em 2021 - contando os dias🙏

Que saudade! . .


0 comentários:

Postar um comentário

Missão Beleza - Tudo sobre makes, moda e esmaltes © 2011 | Layout by Popíssima. Some Rights Reserved. Powered by Blogger